Friday, August 30, 2013

Embora

- Lá (no exterior) é tudo bom, mas é ruim. Aqui (no Brasil) mesmo que esteja tudo ruim, ainda é bom. 
Isso disse o ilustre desconhecido sentado a minha frente com quem eu conversei por algumas horas.
É uma ilusão provocada pelo ambiente de cidade pequena, pensarmos que conhecemos todas as pessoas apenas por te-las visto na rua, ou escutado alguns fatos sobre a elas. A tecnologia ainda veio e piorou tudo. Muita gente passou a acreditar que o perfil no Facebook é uma reflexo exato de quem por ele se representa, e sendo assim, se sentem livres para tirar conclusões baseadas em frases aleatórias ou fotos pré-selecionadas. Por essas e outras, eu ainda prefiro conhecer as pessoas da maneira antiga...
A frase dita pelo ilustre então conhecido conseguiu marcar a minha memória de tal forma que me incomodou no dia seguinte e no outro também.
Somado a isto, estavam todas as recordações daquelas sete semanas em casa com a família, o passado se ajuntando com o presente para determinar o futuro - que na verdade já estava determinado por Deus desde muito tempo...
Mas de qualquer forma, eu precisava pegar o avião naquele final de semana, para regressar a Alemanha e resolver algumas questões de documentação ainda pendentes.

Praia Catarina, em Ilha Solteira - SP.

10 comments:

  1. Jogo no seu time, Débora.

    Prefiro conhecer o vinho que estou tomando em vez de tão somente ler o rótulo.

    Ótima sexta para você!

    ps.: Refrigério olhar essa imagem, heim...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ola Moacir,
      realmente, vinho sem procedencia pode estragar uma refeicao...
      uma ótima quarta para voce!

      Delete
  2. Essa fase que você está vivendo é bem delicada... E confusa.
    Você já teve a sensação estar com os pés no Brasil e a cabeça na Alemanha?
    Daqui a um tempo você estará na Ilha da Madeira, no meio do caminho.
    Até que o tempo - com seu poder - te conduzirá ao destino em que deve ficar.
    Boa sorte querida.
    Márcia

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Márcia,
      Sim! exatamente isso! Os pés no chao e a cabeca nas alturas...
      obrigada pelo apoio!
      bjsss

      Delete
  3. Engenheira, eu também prefiro o contato pessoal do que o virtual, analisar perfis e palavras, não é a mesma coisa que olhar nos olhos e ouvir o tom da voz. Sua vida ainda está lá e cá, né? Gostei da imagem que você usou para ilustrar o texto. beijinhos, sucesso e lindo final de semana.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Barbie,
      a minha vida está um pedaco em cada lugar... hehe
      obrigada querida!
      bjsss

      Delete
  4. Concordo com voce, tambem prefiro conhecer pessoas da forma antiga, afinal internet nao e reflexo da nossa vida nem nossa personalidade, mas conversando olho no olho fica mais facil perceber como o outro e. Boa sorte pra voce por ai.
    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ola Monique,
      nada substitui o olho-no-olho, nao é mesmo?
      bjsss

      Delete
  5. Super concordo que é melhor conhecer as pessoas da forma antiga... mas também gosto da possibilidade de acabar conhecendo um pouco de pessoas que jamais conheceria se não fosse pela tecnologia!
    um beijinho, vim retribuir a visita, e achei lindo seu blog!

    www.aprendendoasermaehoje.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Dani,
      obrigada por aparecer!
      bjsss

      Delete